"Ovitrampas facilitam localização de focos da dengue"

04-05-2011 20:45

sexta-feira, 29 de abril de 2011


 
Câmara lançou nesta tarde, dia 29, projeto de prevenção à dengue com a implantação de 112 armadilhas que capturam os ovos do mosquito
 
Vereadores e funcionários da CML  se unem contra a dengue
    “Devemos nos manter unidos para prevenir a dengue”. A frase foi proferida pelo presidente da Câmara de Londrina (CML), pastor Gerson Araújo, durante o discurso de lançamento do projeto “Câmara contra a dengue”, realizado nesta sexta-feira, dia 29, no plenário do Legislativo.
 
    Durante a solenidade que contou com a presença de vereadores, funcionários da Casa e representantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi assinado o convênio da CML com a UEL, para a implantação de 112 armadilhas - ovitrampas, nas instalações internas da Câmara e entorno.
 
Pastor Gerson Araujo e José Lopes assinam convenio com a UEL
    O investimento mensal do legislativo para a implantação do projeto é de R$ 136,00 que serão repassados para a UEL por meio do Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico e Social – ITEDES. O contrato que termina em dezembro de 2012, prevê, além do fornecimento das ovitrampas, o monitoramento por meio do laboratório da UEL que fará a contagem dos ovos recolhidos semanalmente nas armadilhas.
 
    “ Trata-se de mais uma estratégia da Câmara para somar com as demais ações que já estamos fazendo, como por exemplo incentivar aos funcionários a retirada de todo o tipo de agua parada. Estas armadilhas vão nos ajudar a localizar possíveis focos para eliminá-los mais rapidamente”, declarou Araujo.
 
Prof. José Lopes explica o funcionamento das armadilhas
    O professor do departamento de Biologia Animal e Vegetal das UEL, José Lopes que é o responsável técnico pelo projeto, destacou que a Câmara vive um momento histórico ao possibilitar a integração entre a academia com o Legislativo. “A Câmara está de parabéns por ter a coragem de colocar em prática iniciativas que propõem novas metodologias de combate a dengue”, elogiou Lopes.
 
    Segundo ele, o projeto ovitrampas já foi amplamente testado pela UEL que teve uma grande redução na circulação do mosquito transmissor. “ A universidade utiliza as armadilhas há quatro anos e tem obtido ótimos resultados, assim como outras instituições e empresas da cidade”, disse.
 
    Para o funcionário do departamento financeiro da CML, Odair José da Silva, o projeto é importante porque conscientiza as pessoas sobre a necessidade de vigiar sempre. “ Todas as vezes que eu ver a armadilha no meu setor vou lembrar dos riscos da dengue. Pretendo me empenhar o máximo para que o projeto seja um sucesso”, enfatizou.
 
Funcionária Jessíca ajuda na instalação das ovitrampras
    Já a assessora parlamentar Francieli Monteiro Anelli Rosa que contraiu dengue no ano passado, acredita que as armadilhas são importantes ferramentas para ajudar na localização dos focos. “ Eu sofri muito com a dengue e não quero que meus colegas passem pelo que passei, por isso sou parceira desta iniciativa e vou ajudar no que puder”, declarou.
 
    Após a solenidade, os funcionários da CML receberam um treinamento para entender como será realizado o monitoramento das armadilhas. Em seguida um grupo percorreu o entorno do prédio eliminando possíveis focos do mosquito Aedes aegypti. Enquanto isso, técnicos da UEL instalaram as armadilhas nos gabinetes e demais setores. As fotos são de Devanir Parra.
 

quinta-feira, 28 de abril de 2011


Câmara realiza dia “D' contra dengue

 
Instituição vai realizar várias atividades contra o mosquito Aedes aegypti; principal ação será a instalação de armadilhas (ovitrampas) na Casa e entorno

    O presidente da Câmara Municipal de Londrina (PML), Pastor Gerson Araújo, coordena nesta sexta-feira, dia 29, a partir das 14hs, o lançamento do projeto “A Câmara contra a Dengue”. Participam do evento, além dos vereadores e funcionários da CML, representantes da secretaria municipal de saúde, do Ministério Público, 17ª Regional de Saúde, Universidade Estadual de Londrina ( UEL) e Companhia Paranaense de Energia (Copel)

    O projeto que é uma iniciativa da mesa diretora da Câmara, tem como objetivo principal, monitorar a presença do mosquito Aedes aegypti nas instalações da CML e entorno, por meio de armadilhas especiais denominadas ovitrampas. A proposta visa evitar a proliferação do mosquito e possíveis contaminações de dengue em servidores da Casa que só neste não teve a confirmação de três casos de dengue em funcionários.

    O programa ovitrampas é desenvolvido pelo departamento de Biologia Animal e Vegetal da UEL sob a coordenação do doutor em entomologia pela Universidade Federal do Paraná – UTFPR, professor José Lopes. As armadilhas contam com um recipiente similar a um pequeno vaso, que serve para capturar os ovos do mosquito Aedes aegypti. Dentro desse vaso é colocada uma palheta rugosa juntamente com água e um produto que atrai o mosquito fêmea para armadilha que ali deposita os ovos na palheta.

    “Toda semana  vamos retirar a palheta e será feita a contagem dos ovos, no laboratório da UEL, para ver se o controle está sendo eficaz. Então, ao invés de botar os ovos em outros locais , o mosquito será atraído pela armadilha”, disse Lopes. Os resultados destas análises serão encaminhados semanalmente para Câmara. “ Por meio destes dados, a CML vai obter as informações sobre a circulação e concentração do mosquito no local”, disse.

    A instalação de ovitrampas, tem sido amplamente utilizadas por várias instituições em Londrina, entre elas estão a própria UEL e a Copel. Segundo a bióloga e técnica em administração da Copel, Sandra Lúcia Polato Sales, o projeto que foi implantado há um ano nas instalações da Companhia tem apresentado ótimos resultados. “ Os mosquitos estavam por toda parte. Os funcionários reclamavam muito. Com as armadilhas e os relatórios da UEL, começamos a localizar os focos com rapidez e eliminá-los”, disse Sandra Lúcia.

    Na Câmara de Londrina serão instaladas 112 armadilhas por meio de convênio firmado com a UEL através do Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico e Social – Itedes. O custo de cada unidade é de R$ 1,60 e o período de realização da ação será até dezembro de 2012.

    Para o presidente da CML, pastor Gerson Araújo, a Câmara tem demonstrado preocupação com a dengue há algum tempo. “ Já convidamos representantes de vários segmentos para debater o tema. Sabemos que há muito o que fazer, e a Câmara não pode ficar parada. Por isso optamos em implantar as armadilhas, visando a prevenção da dengue  dentro das nossas instalações para os próximos anos”, declarou Araújo.

    Durante o lançamento do Projeto “ Câmara contra dengue”, será realizada a instalação das armadilhas nas instalações da CML e entorno, treinamento para os funcionários envolvidos no projeto, distribuição de material informativo nos gabinetes e mutirão de limpeza.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Câmara promove debate sobre novo Plano Diretor

 
    A Mesa Executiva do Legislativo agendou para esta quarta-feira (27), a partir das 14 horas,  uma reunião da Câmara de Vereadores com representantes da Prefeitura de Londrina e de entidades da sociedade civil para discussão dos projetos em tramitação no Legislativo que integram o novo Plano Diretor Participativo do Município de  Londrina.

     De acordo com o presidente da Casa, vereador Gerson Araújo (PSDB), dos oito projetos em tramitação, um já foi aprovado e aguarda sanção do Executivo ( Preservação do Patrimônio Cultural) e os demais estão sendo analisados pela comissões permanentes da Câmara.

    Araújo explica que o encontro desta quarta-feira  será realizado com aqueles que participaram da elaboração do Plano Diretor e que o objetivo é ampliar este debate com a comunidade. “Queremos que a população diretamente ou por meio das entidades representativas conheça e opine sobre as mudanças questão sendo propostas pelos projetos que integram o Plano Diretor”, informa o presidente da Câmara de Vereadores.  

terça-feira, 19 de abril de 2011

Gerson Araujo parabeniza RPC pelo projeto “Televisando o Futuro”

 
Inciativa de educomunicação visa incentivar crianças da rede pública de ensino na produção de textos e desenhos sobre meio ambiente; reportagens produzidas da RPC estimulam escolas e alunos


Vereador  discursa para diretores e professores
     O presidente da Câmara, Gerson Araújo participou nesta tarde, dia 19, no Hotel Cristal, do lançamento do projeto "Televisando o Futuro" – edição 2011. O evento que contou com a presença diretores e professores de escolas públicas de Londrina teve o objetivo de promover a assinatura do termo de parceira entre a Rede Paranense de Televisão – RPC, responsável pelo projeto, com a Secretaria Municipal de Educação e Universidade do Norte do Paraná - Unopar.


    O “Televisando o Futuro” é um projeto de responsabilidade social que coloca a força da televisão a serviço da educação. Seu objetivo é promover a reflexão e contribuir para construção da cidadania por meio de reportagens especiais exibidas no Paraná TV 1ª. Edição e Bom Dia Paraná em 22 municípios . Em 2010 o projeto atendeu 35 mil alunos em 240 escolas do Estado. A expectativa para 2011 e´atender 679 escolas.


Gerson Araujo e a gerente da RPC Londrina, Silvana Postiglione
    De acordo com a gerente geral da RPC em Londrina, Silvana Postiglione, Londrina está na terceira edição do projeto que terá como tema específico este ano, a educação ambiental com foco voltado para a biodiversidade, água, mudanças climáticas e destinação de resíduos. Durante o ano, os professores estarão estimulando as crianças na produção de textos e desenhos. A RPC estará presente nas escolas para fazer reportagens sobre os trabalhos. No final do ano, escolas, alunos e professores com os melhores desempenhos serão premiados. “É a comunicação a serviço da educação”, destacou a gerente da RPC.


    A secretária municipal de Educação Karen Sabes, solicitou o empenho de diretores e professores na execução do projeto. “ Sabemos que existe grande uma demanda nas escolas, mas este projeto é importante porque é uma oportunidade de incentivar as crianças da escola pública a ter acesso à informações relevantes para sua formação”, disse.


 
    Já o vereador Gerson Araújo, parabenizou a RPC e secretaria de Educação pela iniciativa e destacou a importância do ensino de qualidade para as crianças. “ É um projeto de valor na medida em que une a comunicação com a educação, dois elementos essenciais para o desenvolvimento e aprendizado de nossas crianças”, ressaltou. A avaliação do projeto ficará por conta da Unopar.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Câmara quer melhorias para RML

 
Gerson Araujo, entregou ao governador, documento que propõe integração do transporte coletivo da Região Metropolitana de Londrina , diminuição de preço combustível e reativação de hospital em Cambé
 
    O discurso do vereador Gerson Araujo foi  amplamente aplaudido durante a Audiência Pública do Governo do Estado, realizada nesta sexta-feira, dia 15, no Parque Ney Braga. Como representante da Câmara de Londrina, Araújo solicitou que seja incluída na pauta do governo algumas recomendações relativas à Região Metropolitana de Londrina - RML. 

 
    No total foram apresentadas três reivindicações contidas no requerimento nº 1289/2011 assinado pela maioria dos vereadores no final da sessão da última quinta-feira, dia 14, sendo: a redução de ICMS sobre o diesel utilizado no transporte coletivo; integração do sistema de transporte coletivo da região metropolitana de Londrina e reativação do Hospital da Golden Cross pelo Governo do Estado.

 
    “A audiência foi um momento oportuno para apresentar ao governador estas necessidades emergentes para nossa região. Sabemos que há muito o que fazer, mas foi de comum acordo que os vereadores decidiram levar esta pauta para o governo. Tenho convicção de que o governador vai olhar com atenção para todas as nossas propostas”, declarou Araujo.


    Além de Gerson Araújo, assinaram o requerimento os vereadores Joel Garcia, Rony Alves, Roberto da Fármacia, Pastor Renato Lemes, Ivo de Bassi, Eloir Valença, Roberto Fu, José Roque Neto, Jairo Tamura e Sebastião dos Metalurgicos.  Participaram da audiência integrantes do primeiro escalão da administração estadual, municipal, entidades representativas de setores econômicos e de classe, moradores, lideranças comunitárias e políticas do norte paranaense.

    Na oportunidade a líder comunitária da zona sul, Rosalina Batista, questionou o governador sobre a construção do viaduto do Conjunto Jamile Dequech, na zona sul e teve como resposta a garantia de que a obra será inciada no mês que vem. A construção do viaduto estava programada para começar no inicio deste ano, mas foi suspensa por causa de uma auditoria nas contas do estado, decretada pelo governador.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Cooperativa Integrada recebe Comenda Ouro Verde

 
Sessão solene da Câmara de Vereadores acontece nesta quinta-feira (dia 14), às 20h30, no Buffet Atlântico; honraria foi proposta pelo vereador Roberto Kanashiro (PSDB)
    A Integrada Cooperativa Agroindustrial será homenageada pela Câmara de Vereadores de Londrina com a entrega da Comenda Ouro Verde durante sessão solene marcada para esta quinta-feira (dia 14), às 20h30, no Buffet Atlântico. A honraria foi proposta pelo vereador Roberto Kanashiro (PSDB), subscrita por mais 14 vereadores e sancionada pelo prefeito Barbosa Neto (PDT) convertendo-se na lei número 11.148/2011.

    Fundada em Londrina em 1995, sucedendo a antiga Cooperativa Agrícola de Cotia, a Integrada Cooperativa Agroindustrial tem 55 unidades de recebimento distribuídas em diversas regiões do Paraná, comercializando grãos de soja, milho e trigo, com um volume de 1,3 milhão de toneladas/ano. A Integrada também investe na industrialização com unidades de fios de algodão, derivados de milho, rações, beneficiamento de sementes e indústria de sucos. A empresa mantém diversos programas para preservação ambiental e manejo sustentável que valorizam o equilíbrio entre produzir e preservar.

    Dentre as ações sociais da cooperativa destaca-se o projeto Plante Um Sorriso, que recebe doação de parte da produção de seus associados além da contribuição dos colaboradores cujos recursos são utilizados para a compra e distribuição de brinquedos e materiais didáticos para entidades que atendem crianças carentes. A cooperativa desenvolve ainda o projeto de incentivo a leitura e promove a capacitação de professores das entidades atendidas por meio de encontros literários que abordam a obra de Monteiro Lobato.

    Na área ambiental, a Integrada desenvolve desde 2005 o projeto Nossa Água, que visa despertar a conscientização para a importância da preservação das matas ciliares e da minas existentes nas propriedades rurais. Desde o início do projeto já foram distribuídas pela cooperativa mais de 700 mil mudas que beneficiaram 473 associados na preservação 444 hectares de mata ciliar em todo o Estado do Paraná, além da distribuição de mais de 200 mil alevinos para novo povoamento dos rios.

    De acordo com o vereador Roberto Kanashiro (PSDB), proponente da Comenda, a Integrada Cooperativa Agroindustrial é motivo de orgulho para seus mais de seis mil cooperados porque recuperou a credibilidade do cooperativismo num momento difícil da agricultura à época da extinção da Cotia, e tem conquistado cada vez mais benefícios para seus associados. “Para Londrina, onde mantém sua sede, a Integrada agrega um valor importante no PIB do Município, além dos projetos sociais e ecológicos que desenvolve. A Cooperativa tem mais de 1.500 colaboradores em todo o Paraná e esta homenagem é um reconhecimento da cidade pela sua importância no crescimento local e regional”, afirmou Kanashiro

terça-feira, 12 de abril de 2011

Roberto Alcântara é Cidadão Honorário de Londrina

 
Dentista e empresário foi homenageado durante sessão solene na Câmara; honraria foi proposta pelo vereador Gerson Araújo (PSDB)
 
 Vereadores Gerson Araújo,Roberto Kanashiro e Roberto Alcântara
    O dentista e proprietário da empresa Angelus Indústria de Produtos Odontológicos, Roberto Queiroz Martins Alcântara, recebeu na última sexta-feira (dia 8), em sessão solene na Câmara de Vereadores, o título de Cidadão Honorário de Londrina. A honraria foi proposta pelo vereador e presidente do Legislativo Gerson Araújo (PSDB), subscrita por mais 13 vereadores e sancionada pelo prefeito Barbosa Neto (PDT), convertendo-se na Lei número 10.999/2010.
 
    Para saudar o homenageado, Gerson Araújo destacou a personalidade marcante de Alcântara, descrevendo-o como um pesquisador visionário, inovador, criativo, persistente, inconformado, teimoso e, consequentemente, empreendedor. “A Angelus é uma demonstração da transformação de conhecimentos e bens em novos produtos, gerando um novo método com o seu próprio conhecimento, o que permitiu toda a inovação tecnológica que, por meio de pesquisas e investimentos, tem criado novos e aprimorados produtos”, afirmou Araújo.
 
    Roberto Alcântara agradeceu a honraria dizendo-se devedor para com a cidade de Londrina, que lhe reservou muitas conquistas ao longo dos anos. “Lembro-me quando cheguei aqui, na antiga rodoviária, aos 16 anos de idade, junto com a minha mãe e mais duas malas gigantes. Fomos para o lugar que tínhamos reservado e dormimos os primeiros dias no chão, porque a nossa mudança só chegou 45 dias depois”, contou ele.
 
    O homenageado agradeceu também a Universidade Estadual de Londrina (UEL) por ter lhe proporcionado o ensino público o que lhe permitiu fazer o curso de odontologia e, trabalhando muito em um consultório popular na Rua Guaporé, chegar à realização profissional como dentista e empresário. “Sou também muito grato à Incubadora da Prefeitura de Londrina e à Adetec que me permitiram criar e fabricar os produtos e transformar um pequeno laboratório na potência que hoje é a Angelus”, disse Alcântara.
 
    Empreendedor - Roberto Alcântara nasceu em Paranavaí (PR) em 1968, cidade onde estudou até o segundo grau. Transferiu residência para Londrina e concluiu o terceiro ano no Colégio Canadá. É formado em Odontologia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), com especialização em Endodontia pela Associação Odontológica do Norte do Paraná e pós-graduado em Metodologia de Ensino Superior na UEL. Trabalhou em consultório popular até montar seu próprio consultório, quando passou a fabricar pinos pré-fabricados para próteses dentais. Os produtos tiveram grande aceitação no mercado fato que o incentivou a criar a empresa Angelus, em 1994, nos fundos do consultório.
 
    A empresa mantém registro no INPI de oito patentes de material odontológico e científico, obtidas a partir de trabalhos de pesquisa desenvolvidos com o apoio de universidades e centros de pesquisa e possui parcerias com o Centro Tecnológico da Aeronáutica (CTA), a Universidade de São Carlos, e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).  A Angelus recebeu em 2009 o Prêmio FINEP de Inovação, entre outros reconhecimentos nacionais. Deve obter este ano a nona patente e 40% de seus produtos são exportados para 65 países. 
 
    Roberto Alcântara foi fundador do Grupo de Estudos Odontológicos de Londrina (GEOL), secretário da Associação Odontológica Norte do Paraná e vice-presidente da Associação do Desenvolvimento Tecnológico de Londrina (ADETEC). Também coordenou até o ano passado o Núcleo de Empreendedorismo e Inovação da Adetec. Alcântara já ministrou várias palestras sobre inovação a convite do FINEP, BNDES, ANPROTEC e FIEP.
 

    Durante a solenidade presidida pelo vereador Gerson Araújo participaram da mesa de honra o homenageado; o presidente do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Florindo Dalberto; o diretor do Centro de Ciências Exatas da UEL, José Paulo Piccinini Menezes e a ex-deputada estadual Elza Correia. O evento foi acompanhado por vereadores, familiares e amigos do homenageado além de funcionários da Angelus e integrantes da Banda de Músicos de Londrina, esta responsável pela execução dos hinos oficiais na solenidade. As fotos da solenidade são de Rodrigo Rafael.

Contatos

Focolondrina

focolondrina@hotmail.com

Av: Do Sol nº.541 Jd do Sol - Londrina-PR

(43) 9 9903.6667

Procurar no site

Notícias

03-05-2016 17:02

PREVENÇÃO UMA PRIORIDADE PARA SEGURANÇA DA POPULAÇÃO

14/01/2016       No dia 27 de janeiro próximo, fará 3 anos que 242 jovens morreram no incêndio da Boate Kiss, na verdade eles foram vítimas da falta de informação de como se proteger em um incêndio, acredito que se eles tivessem tido o mínimo de informação teriam se...

noticia

Esta seção está vazia.

 


 

 

 

 

 

 

 Aliança em benefício da vida

Foto: Focolondrina

    Quando se fala em segurança para sua família, não pode ter divergência política ou partidária, porque a família é muito mais importante que tudo.

    Não devemos nunca deixar que oportunista se aproxime ou manipule um líder comunitário para promover a discórdia em beneficio de si mesmo.

    A FECAMPAR (Federação das Entidades Comunitárias e Associações de Moradores do Paraná), conseguiu pela primeira vez no Paraná, organizar aquilo que parecia impossível, juntar políticos sindicalistas e empresários, todos com o mesmo objetivo, levar ate o Governo uma renvidicação que há décadas passavam despercebidas, a prevenção de incêndio e o controle de pânico nas Escolas do Paraná, com essa integração conseguimos sensibilizar o nosso Governo e o nosso objetivo  esta sendo alcançado.

    Agora esperamos que as administrações Municipais  tenham a mesma consciência e procure estar também  integrada com o Governo  Estadual e Federal  e não mais promover  a desgraça  de muitos em beneficio de poucos.

     Precisamos que o projeto brigada escolar seja estendido para todas as Escolas Municipais e que o pesadelo de Uruguaiana e Santa Maria sirva de lição para todos nós, tornando a integração o melhor caminho para termos uma sociedade justa e igualitária.

    Esta aliança não será usada para beneficiar estes ou aqueles grupos políticos, ela foi organizada para provar para o Paraná que o Governo e o Povo devem estar integrados com o mesmo objetivo. Salvar vidas.

    A FECAMPAR regional Londrina agradece publicamente a toda equipe da Organização Comunitária Focolondrina, aos Vereadores, Péricles Deliberador, Marcos Belinati, Roberto Fu, Wilson Bitencortt, ao Deputado Estadual Belinati, ao Presidente da Nova Central dos Trabalhadores do Paraná Denílson Pestana da Costa, ao Dr. Marcelo Belinati, ao Presidente da Câmara de Vereadores de Cambe Eliseu Vidotti, ao Deputado Federal Luiz Carlos Hauly, ao Presidente do PSDC de Londrina Bruno Ubiratã, ao Presidente do PSDC Estadual Luiz Adão, ao Empresário Luciano Pizzato, SINTRAMICA, SENALBA Londrina, SECRASO NP, Sindicato dos Vigilantes de Londrina e região, Cooper Fire Extintores, Ulisses Sabino, também ao   Presidente  do SINDISERV   Marcelo Urbaneja, Eder Pimenta, Presidente da FEMOCLAM  Nilson Pereira,  Geonisio Marinho, Valdenir Dielly Dias, aos   gabinetes  dos  Vereadores  Péricles, Wilson Bitencort,  Roberto Fu, Marcos Belinati,  Jurandir Rosa  Diretor do Jornal A SEGURANÇA METROPOLITANA  de Londrina, Carlos Zapata do Jornal voz de Ibaiti, ao  amigo Messias Lima, Lineu Tomass, Carioca, também aos   Assessores  do Deputado Belinati,  Baixinho, Aguilera, em Especial ao Ratinho Junior,  Ministério Público, ao   Governo do  Paraná Beto  Richa e tenho a certeza que  seus  apoios  foram de grande importância na formação e  organização no  projeto da aliança de integração Comunitária  do Paraná.

    A FECAMPAR Regional Londrina em nome do povo do Paraná, agradece a todos e que Deus Abençoe a cada um por estar ajudando de alguma forma buscar mais segurança para nossa família.

           Celso Melchiades

    Vice Presidente Fecampar

 

 

 

Será que um dia poderemos ter realmente algum direito?

 
19-02-2013 13:22

2011-04-16 10:33

 

 

     Sonho! Nos vivemos de sonho e esperança ,os movimentos populares lutam para que os sonhos se torne realidade e  os direitos de cada cidadãos sejam respeitados.

   Sempre foi este o verdadeiro papel das associações de moradores, mas a partir do momento que o líder da entidade se mostrava competente e determinado na defesa dos direitos de sua comunidade. 

    Imediatamente aguçava a cobiça de mercenários, que procura sempre calar a boca de líderes comunitários a qualquer preço e assim fazer com que as reivindicações daquela comunidade deixassem de existir.

    Londrina sempre será o berço dos movimentos populares do Paraná, muitos partidos cuja sua ideologia era defender e lutar pelos menos favorecidos.

     Essa história começou em Londrina, mas infelizmente foi se perdendo, por que os partidos políticos no papel era uma coisa, na prática era outra.

      Isso esta se repetindo nas associações de moradores, entidades que na prática é formada para representar e defender a sua comunidade.

       O que esta acontecendo em Londrina?

     As entidades foram formadas, mas só tem a representatividade no papel, esta com a boca calada e defendendo políticos que não tem compromisso com a comunidade, precisamos que estas entidades realmente exerçam a sua responsabilidade, lutar e defender os direitos dos cidadãos e cumprir o seu estatuto.

       A partir do momento que os presidentes respeitam o seu estatuto a sua comunidade passa a ter suas reivindicações respeitadas.

       Infelizmente o que esta acontecendo é que o presidente negocia através da sua credibilidade favores pessoais.

      Por estar sempre acontecendo isso tomamos a iniciativa de não mais articular com presidentes de associações de moradores em Londrina.

      Não que temos algo contra eles, na verdade respeitamos e muito, mas infelizmente não podemos confiar em todos os presidentes e trazer para dentro do movimento.

       Nossa organização respeita e sempre defenderá os Presidentes de associações de moradores sérios, vamos também dar prioridade em defender os direitos de nossos irmãos de luta, não somos mercenários, somos  Organizadores  Comunitários da Força Comunitária de Londrina.

Celso Melchiades

 

 

  

© 2010 Todos os direitos reservados.

Crie o seu site grátisWebnode